A vencedora do passatempo Naked é:

naked

Continuar a ler →

IMG_6012

IMG_6211Língua

A língua holandesa é, quanto a mim, extremamente difícil. Acho que não cheguei a aprender nada durante os dias em que lá estive. Contudo, não há qualquer motivo de preocupação: os holandeses fazem-se entender na perfeição, visto que falam inglês fluentemente!

Cartão I Amsterdam

Este cartão parece-me ser uma excelente opção para maiores de idade, ou seja, para quem já paga entrada em museus. Além de incluir uma série de museus, permite também andar em qualquer transporte público e oferece um passeio de barco pelos canais. Pode ser adquirido em lojas que vendem bilhetes para museus, como a Tours&Tickets, no aeroporto… Eu não comprei este cartão porque não me iria compensar, tanto por não pagar entrada nos museus, como por mal ter andando de transportes públicos.

Holanda – O país liberal

Sim, é verdade que neste país a prostituição é permitida, a cannabis foi liberalizada e a homossexualidade é muito bem aceite, mas depois de ter lido e ouvido opiniões tão absurdas, achei que seria um tema em que deveria tocar. Já me deparei com dois pólos de opiniões, aqueles que adoravam ir a este país porque pensam que lá tudo se pode fazer e aqueles que repudiam o país exatamente pela mesma razão. Aquilo que vi e vivi durante os dias que estive em Amesterdão, fizeram com que hoje tenha uma opinião formada acerca deste assunto. A ser sincera, não vi nada que nunca tenha visto em Portugal, simplesmente as coisas passam-se de forma diferente. É verdade que estranhamos ver pessoas a fumar em certos locais públicos, mas ninguém nos incomoda e nota-se que têm regras estabelecidas, o que faz com que não seja tudo “à balda”. Além disso, Amesterdão tem um ambiente muito bom no sentido em que não vi um único sem-abrigo e nenhuma pessoa me pediu dinheiro na rua. E era muito bom que cá também fosse assim a esse nível. Já para não falar que a cidade é muito, muito segura, com poucos conflitos e nunca me senti de algum modo “ameaçada”.

Zonas de interesse

IMG_6197

Praça Dam - Podemos chamar-lhe o centro de Amesterdão e é também uma zona com grande vivacidade. Nesta praça, está situado, por exemplo, o museu Madame Tussaud e o famoso de Bijenkorf, que não é, nada mais, nada menos, do que um grande centro comercial, onde se concentram principalmente marcas caras.

Leidseplein – É uma das zonas mais movimentadas de Amesterdão, sobretudo à noite. Leidseplein apresenta diversas lojas, cafés, restaurantes. Por lá encontramos Starbucks, The Bulldog  (além da coffe shop, tem uma parte de café onde há música ao vivo e karaoke), Mc Donalds, o Teatro Stadsschouwburg…

Continuar a ler →

Hoje trago-vos mais umas recomendações de produtos a evitar, desta vez, ambos da Essence. Esta é uma marca super em conta, da qual eu própria tenho vários favoritos, mas estes simplesmente não foram bem conseguidos! Valha a intenção haha

IMG_6466 Continuar a ler →

Um dos primeiros e-mails que li esta manhã foi o da Skin.pt acerca da sua Cyber Monday, em que todos os produtos da loja online estão com 20% de desconto. O Caudalie Pernas Divinas já me andava debaixo de olho, pelo que achei que seria o momento ideal para o adquirir (em vez de 26€, paguei 20€80). Neste momento, já está a caminho da minha casa e achei que também vocês iriam gostar de saber da novidade. Não se esqueçam que é só hoje! Smile

cybermonday

 

 

Caudalie Pernas Divinas – Antes 26€, Hoje 20€80

La Roche Posay Rosaliac CC Cream  - Antes 20€44, Hoje 16€35 (estou a adorá-lo!)

Bioderma Sensibio Solução Micelar – Antes 21€57, Hoje 17€26

Piz Buin Tan and Protect, Antes 21€, Hoje 16€80

Essie nº26, Antes 9€99, Hoje 7€99

O artigo contém links de afiliado.

O movimento hippie surgiu nos anos 60, década em que teve um nível de popularidade bastante grande. Os anos foram passando e, ainda hoje, há muitos adeptos da máxima “peace & love” e, claro, de toda uma filosofia de vida que defende o ambiente, a prática de nudismo, o não utilização de armas nucleares… Não é apenas pelo espírito que conhecemos este movimento, mas também pela forma de vestir descontraída e bastante peculiar.

Compilei alguns imagens que considero verdadeiramente inspiradoras:

 

hippie1

A partir destas imagens, podemos elaborar uma lista de peças que compõe o estilo. Então, vamos a isso:

  • Coroas de flores
  • Bijutaria
  • Túnicas, principalmente brancas e com motivos étnicos
  • Blusas com crochet ou semelhante
  • Calças e sais com tecidos fluidos
  • Malas com franjas

Das lojas que costumo utilizar aqui no blog, selecionei algumas peças que se enquadram neste estilo para quem quer dar um toque hippie ao seu estilo.

Continuar a ler →

  • RSS
  • Facebook
  • YouTube
  • Bloglovin
  • Instagram